Special Edition Nós Matámos o Cão Tinhoso

Special Edition Nós Matámos o Cão Tinhoso

SPECIAL EDITION NÓS MATÁMOS O CÃO TINHOSO
Uma criação Cia Jgm
15 a 18 Fevereiro | 21h30 | Teatro Ibérico
10€ Bilhete Normal / 5€ Bilhete com Desconto

+

MUXIMA

Exposição | Conversa | Patuscada Angolana.
18 Fevereiro | 22h30 | Restaurante Tribo da Terra
Entrada Livre

Abrimos as portas de todos os segredos e aventuras da tour Nós Matámos o Cão Tinhoso em Angola. Vamos expôr vídeos, fotografias, conversar com públicos e criadores, e juntamos a tudo isto uma patuscada com sabores de Angola! Os novos valores em Angola fervem e a Cia Jgm trabalhou com esses valores de perto.
Estes valores e o trabalho por eles desenvolvido tem de ser partilhados com vocês!

* * * * * *

Nós matámos o Cão Tinhoso (1964) é visto como o projecto literariamente moçambicano lançado por Luís Bernardo Honwana na década de 60 que faz do universo moçambicano o centro de análise das suas narrativas. (…) A relação dialéctica colonizado/colonizador é dada, pelas formas mais subtis, através de várias personagens e situações: situação de exploração, de incompreensão, de injustiça, de alienação/desalienação, de sonho e de realidade. Com os olhos de Ginho (o menino – narrador) vemos que “Tinhoso” é o escorraçado, o maltratado, o incompreendido e o injustiçado. Ginho conta a história daquele cão (meio gente, meio cão). O “Tinhoso” escorraçado e débil, metaforiza o negro e, descendo ao início da História, metaforiza toda a África no drama da sua colonização. Este cão-Tinhoso, que Ginho tanto amava e nele re ectia o carinho por um irmão, morrerá e o próprio Ginho colabora nessa morte. Não o queria fazer, mas fá-lo.

Ficha Técnica e Artística:

Texto Original: Nós Matámos o Cão Tinhoso e Inventário de Movéis Jacentes de Luis Bernardo Honwana

Direção e Encenação: João Garcia Miguel
Assistente Encenação: Rita Costa
Intérpretes: David Pereira Bastos, Sara Ribeiro
Música: Ricardo Martins e Joana Guerra

Cenografia: Rita Prata e João Garcia Miguel
Figurinos: João Garcia Miguel e Sara Ribeiro

Direção Técnica e Desenho de Luz: Luis Bombico
Direção de Som: Manuel Chambel
Apoio Técnico: AUDEX

Produção Executiva: Raquel Matos
Assessora de Imprensa: Alcina Monteiro e Joana Rosa
Direção de Comunicação: Alcina Monteiro e Sara Ribeiro
Fotografia, Vídeo, Design: João Catarino

Uma Co-Produção Companhia Jgm, Teatro Ibérico, Anim’art e Teatro-Cine de Torres Vedras.

* * * *
Bilhetes á Venda no Teatro Ibérico e TicketLine

Reservas:

bilheteira@teatroiberico.org

Tlm: 927510092;

* * * *

Agradecimentos: Audex, Alexandre Mira, Tribo da Terra, Leonor Clara, Félix Lozano, Maria Antónia, Mafalda Matos, Pedro e Luísa Matos, Gil Dionísio, Sérgio Coragem, Rui Viola, Orlando Domingues, RTP, Visão, Antena 3, Rui Torrinha, José Patacão, Andreia Novais, Sofia Leita, Andreia Abreu, José Pina, João Aidos, Lara Carrasquinho, Claudia Chambel, João Marques, Caçador, Janelas Verdes, Junta de Freguesia do Beato, CM Lisboa, Agenda Cultural de Lisboa, Tyrone Ormsby, Raquel Veloso, Maria Ramos Silva, Raquel Amado, Miguel Branco, Jornal I, Viral Agenda, Gazeta dos Artista, TicketLine, João Fiadeiro, Sinara, Renato Ferracini, Vanda Rodrigues, Paulo Filipe Monteiro, lightSet, Luís Bernardo Honwana, Atelier Re.al, Companhia Olga Roriz, Aldina Jesus, Patrícia Faustino, Rute Alegria, Hélio Falcão, Miguel Borges, ANIMART, Associação Globo Dikulu, Jonathan A Riqueza de Viena.